terça-feira, 29 de abril de 2008

Casos mal resolvidos

“Por mais tempo que possa ter passado e por mais louco que pareça, você sempre esteve muito presente na minha vida. Queria poder ter saído com você, poder ter conversado com você sobre essas questões da minha cabeça pessoalmente, mas como sempre, não houve resposta. O pior é que pra mim parece que sempre será assim. A gente passa um tempo sem se ver, de repente nos encontramos e é bom, mas no dia seguinte um vazio enorme”.
Trecho de uma carta- arquivo pessoal.

A palavra já diz: Mal resolvido. Ou seja, só precisa resolver. Parece fácil, não?
Mas, não é bem assim.
É sempre complicado, pois ás vezes pode ser mal resolvido para você e não para ele, ás vezes pode ser para os dois, mas vocês acham melhor não tocar no assunto e deixar rolar, não importa: É ruim de qualquer jeito.
Na verdade, o que mais impede a resolução de um caso como esse é simplesmente o medo. Sim, o medo de enfrentar um sentimento que não sabe ao certo o que é, o medo de mexer no que, teoricamente esta quieto (até o próximo encontro), medo de mexer em lembranças cuidadosamente guardadas, medo de tomar uma atitude e se arrepender, medo de um passado que esta constantemente preso em seu presente.
Os mais velhos costumam dizer que nada fica sem resposta. Uns preferem esperar e deixar o tempo se encarregar de resolver, outros movem céu e terra em busca de uma resposta para encontrar a sua paz, mas será que conseguem de fato resolver?
Claro que acredito que haja uma solução para tudo, mas ás vezes tenho a impressão que uma vez mal resolvido, sempre mal resolvido. Acho que na hora em que você vai resolver a situação em questão, tudo acontece menos àquela conversa para se chegar a um denominador comum.
Na hora cada minuto passa correndo, é uma avalanche de sentimentos, e você prefere aproveitar o presente a tentar resolver algo do passado.
Mas uma hora você sentirá necessidade de “resolver”. E ai? Você marca um encontro? Você liga? E a pessoa? Será que ela vai estar afim?
Olha, aprendi que cada pessoa tem o seu tempo. Se você esta vivendo uma situação mal resolvida, resolva o quanto antes. Não permita que o silêncio faça de você uma prisioneira (o); se você tem um caso de tempos atrás que ficou mal resolvido, deixa rolar. Até porque você vai fazer toda uma movimentação e a pessoa em questão pode estar em outra, ou pode não saber o que falar, ou até mesmo pode ser mal resolvido só para você e não para ela. Aí entra a história do tempo se encarregar de resolver, e é verdade. Nada fica sem resposta.
A grande questão é ou você enfrenta ou aprende a viver com essa situação. Vai encarar as conseqüências? Toda ação requer uma reação, preparada (o) para o que pode vir a ouvir?

Falei que não era fácil. Por isso, digo que nada como o tempo. É difícil driblar a ansiedade que nos consome e nos pede uma solução, mas é assim que vamos aprender que tudo tem a sua hora.

Beijos

Lud Figueira

4 comentários:

Luciana disse...

Lud,
Parabéns pela performance do Blog e do assunto em questão.
Casos mal resolvidos, o nome por si só traz uma carga de mau estar.nada que fica mau resolvido é bom,principalmente para a mulher que se cobra muito á todo tempo.
o bom mesmo é desencanar e ver se vale á pena tanta cobrança,se o caso foi um acaso ou uma coisa sem importãncia,para que se culpar ou se perguntar tanto.siga em frente e viva!

beijo Lú Bottino

Renata disse...

Engraçado... Somos todos(as) diferentes, nascemos em lugares diferentes, de pessoas diferentes, de culturas diferentes, nem nos conhecemos pessoalmente, mas passamos ou vivemos experiências parecidas. Depois de ler muito sobre "Amores Mal Resolvidos" na internet, percebi que as histórias se assemelham, têm os mesmos sintomas... O difícil é aplicar a solução! rsrs...

Anônimo disse...

como posso seguie m frete se ele eo dono do meu corasao para senpre ele sa be que eu o amo mais nao quer nada com migo

Anônimo disse...

acabei de sair de relacionamento que durou 1 ano e meio....nós terminamos e quando xamei ela p voutar ela falou que não me amava mais...séra que um amor pode acabar assim de um dia p o outro? ela não me liga mais...estou tão triste com isso...me mande um email:jonaspinto1993@hotmail.com