segunda-feira, 29 de março de 2010

momentos

Permaneci deitada, apesar de acordada, não quis levantar. De alguma forma, eu sentia que precisava continuar ali, ainda, revendo pensamentos soltos, palavras, sentimentos, precisava daquele momento comigo.

Olho para o lado e "estar sozinha", me ver sozinha, foi estranhamente agradável. De repente, uma sensação diferente, uma solução para questões ocultas. E me dei conta de que vaguei por lugares, mentes, corações para achar algo que só eu poderia me dar.

Estou comigo outra vez.

Lud Figueira

2 comentários:

Nathinha disse...

To com saudades. Daqui a pouco vc escreve um livro ;)

Bjocas,
Nath

Hildebranda disse...

gata tempao sem vir aqui. e ai como ta tudo? formadas, a vida continua... bkss e se cuida!