quarta-feira, 30 de junho de 2010

Um dia a casa cai ...

Fiquei horas pensando no tema de hoje. Tinha tantas coisas passando pela minha cabeça, mas uma em especial se destacou: Porque mentir?

"hahah precisamos urgente sair desse empate!!! Semana que vem! Vim para um casório no sul...Quero quitar minha dívida! Bj Bj"

A mensagem acima estava perfeita até a parte do "semana que vem". O cara havia feito a manutenção e já estava explícito que por parte dele também lhe era interessante sair do zero a zero. Mas aí, ele resolveu encrementar a mensagem e mandou que estava num "casório no sul". BOOM! O que o "cara" não contava era que o RIO DE JANEIRO é uma vila onde todo mundo se conhece.

Olha o azar do cara e como mentirinha tem perna curta:

Esse casório no sul, foi um evento chamado interplay, que rola em Jurerê, onde costuma reunir um seleto grupo de pessoas com grana, beleza (muitas vezes comprada e a base de academia), bebida, sexo e música eletrônica.
Continuando, a "enganada" sabia do evento e inclusive três amigas estavam indo para a tal festa (Esse evento começou na sexta e terminou na manhã de domingo). Na sexta de madrugada, uma das amigas manda uma mensagem para a "enganada" dizendo que o cara que ela havia ficado estava no tal do evento. A enganada pensou: "puxa todos estão nesse evento, deve estar irado" e Relaxou.

No dia seguinte (sábado), a "enganada" recebe a tal mensagem do cara. Pára e pensa: Pra quê esse cara mentiu? Pra quê mandar essa história? Esse cara não tem nada comigo, só ficamos uma vez, pra quê isso? Aí ela chegou a conclusão que muitas vezes deve ter sido enganada desnecessariamente e ainda por cima deve ter achado lindo as inúmeras mentiras que escutou.

Esse cara não teve a sorte dos outros e foi descoberto. Com certeza foi uma mentirinha boba, mas esse pequeno deslize pois em prova toda a conduta do cara. A "enganada" nada respondeu e resolveu deixar essa história para lá. Afinal, o que ela poderia fazer? Somente ficar chateada. Pois desnecessário o que aconteceu.

Além do mais esse cara estava só enrolando-a. Mensagens, mensagens e o momento de rolar um encontro se perdeu no meio de palavras bonitas.

A "enganada" só deu ibope para o tal cara, pois para ela havia rolado algo bem legal, um beijo gostoso e uma sintonia bacana. Para ela, um primeiro encontro poderia ser legal. Afinal, não é todo dia que você conhece alguém que seja interessante, lhe desperte vontade de sair, conhecer a pessoa. É MAIS FÁCIL NÃO MANTER VÍNCULOS.

Enfim, apenas mais uma história que terminou sem começar.

beijos

Lud Figueira

terça-feira, 29 de junho de 2010

Tudo igual, tudo diferente, tudo na mesma...

Quanta coisa aconteceu... Quantas pessoas novas... Quantas histórias para contar!

O amor continua perdido esperando ser encontrado,

Continua uma média de cinco mulheres para cada homem,

Emprego continua cada vez mais complicado,

O novo UNO é lindo,

As cantadas ganharam um pouco de criatividade ou são as mulheres que estão matando cachorro a grito ou perdeu-se a paciência?

Beijar ficou difícil,mas sexo continua fácil,

A bebida continua uma péssima conselheira,

Os eventos na Marina da Glória, Varanda do VIVO E MAM fizeram história, mas terminar na pizzaria guanabara, no Diagonal, Jobi ou no Veloso, ainda faz sucesso.

Lugares como Zozô, Bar do Copa, Londra, são lugares descolados, para pessoas descoladas encontrarem outras pessoas descoladas....zzzzzzz

Fazer manutenção por mensagem ainda não saiu de moda,

Uma mentira nem sempre quer dizer que o cara é um babaca, há controvérsias...

O Baixo Gávea deu uma "caída", mas com o CARNACOPA deu uma animada (há quem goste de uma boa muvuca)

"Ex" alguma coisa, ainda vive no vale das almas penadas, vagando, vagando, vagando, tentando encontrar sei lá o quê,

A lei da atração continua firme e forte para os que acreditam que tudo é possível,

Enfim,

Acho que não mudou muita coisa nesse tempo longe do blog!

Um beijo

Lud Figueira