quarta-feira, 30 de junho de 2010

Um dia a casa cai ...

Fiquei horas pensando no tema de hoje. Tinha tantas coisas passando pela minha cabeça, mas uma em especial se destacou: Porque mentir?

"hahah precisamos urgente sair desse empate!!! Semana que vem! Vim para um casório no sul...Quero quitar minha dívida! Bj Bj"

A mensagem acima estava perfeita até a parte do "semana que vem". O cara havia feito a manutenção e já estava explícito que por parte dele também lhe era interessante sair do zero a zero. Mas aí, ele resolveu encrementar a mensagem e mandou que estava num "casório no sul". BOOM! O que o "cara" não contava era que o RIO DE JANEIRO é uma vila onde todo mundo se conhece.

Olha o azar do cara e como mentirinha tem perna curta:

Esse casório no sul, foi um evento chamado interplay, que rola em Jurerê, onde costuma reunir um seleto grupo de pessoas com grana, beleza (muitas vezes comprada e a base de academia), bebida, sexo e música eletrônica.
Continuando, a "enganada" sabia do evento e inclusive três amigas estavam indo para a tal festa (Esse evento começou na sexta e terminou na manhã de domingo). Na sexta de madrugada, uma das amigas manda uma mensagem para a "enganada" dizendo que o cara que ela havia ficado estava no tal do evento. A enganada pensou: "puxa todos estão nesse evento, deve estar irado" e Relaxou.

No dia seguinte (sábado), a "enganada" recebe a tal mensagem do cara. Pára e pensa: Pra quê esse cara mentiu? Pra quê mandar essa história? Esse cara não tem nada comigo, só ficamos uma vez, pra quê isso? Aí ela chegou a conclusão que muitas vezes deve ter sido enganada desnecessariamente e ainda por cima deve ter achado lindo as inúmeras mentiras que escutou.

Esse cara não teve a sorte dos outros e foi descoberto. Com certeza foi uma mentirinha boba, mas esse pequeno deslize pois em prova toda a conduta do cara. A "enganada" nada respondeu e resolveu deixar essa história para lá. Afinal, o que ela poderia fazer? Somente ficar chateada. Pois desnecessário o que aconteceu.

Além do mais esse cara estava só enrolando-a. Mensagens, mensagens e o momento de rolar um encontro se perdeu no meio de palavras bonitas.

A "enganada" só deu ibope para o tal cara, pois para ela havia rolado algo bem legal, um beijo gostoso e uma sintonia bacana. Para ela, um primeiro encontro poderia ser legal. Afinal, não é todo dia que você conhece alguém que seja interessante, lhe desperte vontade de sair, conhecer a pessoa. É MAIS FÁCIL NÃO MANTER VÍNCULOS.

Enfim, apenas mais uma história que terminou sem começar.

beijos

Lud Figueira

Nenhum comentário: