quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Um dia a gente cansa, no outro desiste e num próximo começa tudo outra vez, em formatos diferentes...


Quando se têm uma vida agitada, as decepções são rapidamente superadas. Porque quando se vai desmoronar, vem logo alguém e te tira correndo dessa fossa. É tudo muito rápido, muito intenso e lá está você em outra situação vivendo outras coisas, mas no fundo, você já viu esse filme antes.

Mas, quando se vive naquele marasmo total, quando o telefone parece que é só enfeite na sua vida, quando nem o mundo virtual fala com você, realmente. Difícil sair da fossa e o banzo que você se encontra. Mas, essas situações não estão acontecendo pela primeira vez e também não serão as últimas.

O jeito como você vai encarar esse novo formato, é que muda. Porque você já está PHD nesse jogo intenso do relacionamento. Mas como não sabemos tudo, tem sempre um ponto de interrogação que não conseguimos decifrar, o que na real, estimula-nos a ver aonde isso vai nos levar ou parar.

Têm horas em que a gente fala: “cansei dessa palhaçada!”, “Não quero mais primeiros encontros”, “Vou me tornar assexuada!”, “Porque é tudo tão igual”, “Não gosto da normalidade!”, “Me impressionem (nada de extravagâncias)!”, “Porque descartam tudo na primeira oportunidade?”, “Têm alguém com tempo na agenda para conhecer a gente?”.

Esses desabafos chegam ao momento do cansaço, seguido pela desistência e do pessimismo que, complicado e problemático é o quadro que você se encontra. Aí, chega um sorriso, chega à mesma proposta só que em roupas diferentes, numa altura e idade nova e lá está você, incansável, em busca de um novo amor, uma nova diversão ou mais uma decepção (porque tem a galera que possuí o pára – raio para problema).

Sempre é válido um novo começo. A esperança de se aprender com velhos erros permanece, por mais que a gente desvie do caminho certo a seguir.

Claro que chega o momento de virar bolha e se esconder em casa. Há momentos em que você não está a fim de sorrir, não está comunicativa e quer que o mundo e o sexo masculino se explodam no mármore do inferno. Mas logo você cai na real e vê que ruim com eles e PIOR sem eles!

Beijão

Lud Figueira

@ludfigueira

2 comentários:

Anônimo disse...

Tentando tudo outra vez em formatos diferentes rsrs e dando certo! Texto show!Thamires Torres

Anônimo disse...

começa tudo outra vez, em formatos diferentes..." começando e adorando kkk texto ótimo! Thamires Torres