quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Não há regras


Qual a melhor opção:

A) Acreditar em todos

B) Não acreditar em ninguém

C) Acreditar ás vezes.

Resposta certa: A, B e C

Segue a receita:

O melhor é viver as três opções e se você prestar atenção elas não se separam. Numa noite é capaz de você as vivenciar bem e continuar aplicando-as nos próximos dias. Depende do seu momento no dia: ás vezes é bom acreditar em todo mundo, outras vezes você está de mal com a vida e não quer acreditar em ninguém e em outra ocasião você ás vezes (dependendo da pessoa, da conversa) acredita.

Nesses casos de dúvida, é sempre bom ligar o radar. Até porque acho que ele não deve ser desligado nunca. Desconfio sempre da perfeição: gentilezas demais, planos feitos no auge da emoção, sentimentos escandalosos e frases certas. Elogios nem sempre devem ser levados em consideração, mas sempre é válido encará-los com educação.

O que vai definir sua resposta sobre a melhor opção são os próximos capítulos. De primeira, acho legal a opção A. Depois, no desenrolar da história você parte para a opção C e dependendo do final você usa ou não a opção B.

Fácil? Como seguir uma receita de bolo... Mas na prática não é assim e é por isso que vivemos oscilando entre a alegria e a tristeza, a euforia e a decepção. Porque ficou tudo tão igual que não tem como saber qual opção seguir.

É igual ao xadrez, todo mundo usa, risos.

Porque eu estou falando isso? Porque estamos vivendo num baile de máscaras constante. O bonzinho de hoje pode ser o vilão de amanhã e o vilão, o bonzinho, o que serve para as mulheres também. Como adivinhar? Não sei. Mas, a parte boa é que essas máscaras eles ou elas as jogam fora de acordo com a conveniência do momento e em geral é bem rápido.

Por isso, fica a dica:

Apaixonar-se a cada dia

Gostar de alguns

Amar, só a um.

p.s. cada um tem sua definição para o amor.

Beijos

Lud Figueira

@ludfigueira

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Apenas vivendo...

"Assim que eu ela deu um basta naqueles dramas mexicanos que assombravam a vida, um novo capitulo iniciou-se.
Não tinha ideia do que viria pela frente e não se desesperar e não se preocupar, tornou tudo mais fácil. Continuou a fazer as coisas que gostava e que lhe dava prazer, não compactuou com joguinhos e sorrisos amarelos e percebeu que sua sinceridade estava no auge.
Pensando menos e agindo mais, uma porta cheia de possibilidades surgiu em seu caminho colorido.
Deparou-se com o fator escolha e pela primeira vez não se precipitou e deixou o tempo e as próximas ações revelarem o melhor caminho a trilhar.
Assim, de uma maneira leve e claro, com muito bom humor, segue colecionando momentos, sensações, sentimentos que a surpreendem de uma maneira irresistível".

Sem esperas,

Lud Figueira

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

O Príncipe Encantado


Chegou a hora de falar sobre um romance de sucesso, sobre aquelas histórias de amor que geralmente nos fazem morrer de inveja nas salas de cinema, nos romances dos livros ou até mesmo aqueles casais que vemos no metrô, no ponto de ônibus, na praia protagonizando aquelas cenas de carinho, aquelas caras idiotas lindas de “estamos apaixonados”!

Digo que é bem natural. Tanto assim que você até desconfia (quando a esmola é demais o santo desconfia...é por aí). Quando seu telefone toca na hora combinada do dia seguinte (e dentro de você o diabinho do pessimismo já está te deixando aflita, naquela angústia dizendo que isso é mais um daqueles joguinhos e essa ligação é uma ilusão) você mal acredita. Mas é claro que você deixa a naturalidade agir e relaxa. Sabe aquele cara que é gentil em todos os aspectos? Querendo apenas o seu bem estar? Aquele cara que se preocupa, que não abre mão de coisas simples como: Te buscar e levá-la em casa, diz o quanto você é linda, te surpreende com atitudes que eram para parecer algo normal, mas você se assusta porque você, na real, não está acostumada a ser bem tratada. E também não estou falando daquele cara rico e boboca, que te leva para jantar no melhor restaurante e fica se elogiando e dizendo o quanto ele é maravilhoso e o quanto você é sortuda de estar ali com ele, naquele momento.

O cara te olha com uma sede e uma fome que nada tem a ver com sexo, corpo. É pura admiração em conhecer cada pedacinho seu, cada traço da sua personalidade e se apaixona mais um pouco a cada dia. Fala da família com carinho e dá valor as coisas, mesmo que agora seja fácil tê-las, ele sabe que é fruto de muito empenho e dedicação.

Ele apóia seus sonhos e faz com que você se sinta a mulher mais amada, mais feliz. Ele fala em futuro e faz planos construídos numa base que você nunca ousou em pensar que uma relação como essas poderia acontecer, ser verdade.

O nosso príncipe encantado cumpre o que promete e, se por acaso, não pode comparecer, avisa com antecedência e te compensa maravilhosamente no dia seguinte. Ele se preocupa em ser agradável e a fazer com que você se sinta feliz e confortável nos momentos em que vocês passam juntos.

Sei que parece uma utopia, falar em príncipe encantado em quanto temos tantos SAPOS, exemplos negativos sobre relacionamentos: Namoro apenas no rótulo, brigas diárias, ciúmes e posse exagerados e negativos, ficadas sem valor, ligações eternamente esperadas, sexo mecânico, mensagens mal interpretadas e não respondidas, dificuldade em abandonar vícios como: Continuar com aquele cara que a gente sabe que não quer nada, mas é tão bom quando ele tem um momento na agenda dele para você, que automaticamente você se vê apenas por mais uma vez vivendo mais uma noite de ilusão, quase numa terapia do AA, ou você se rende numa ligação na madrugada onde o cara acha que você é uma piranha, mas na verdade você só o atende porque o seu coração ainda não aprendeu a escolher certo e ainda não aprendeu a dizer não. Ou você dá aquela tão rara e especial segunda chance e o cara mostra que na verdade, ele é um babaca e só queria dar umazinha mesmo.

Passando uma borracha nesse capítulo infame das nossas vidas, de pura desilusão, falta de amor próprio e joguinhos nocivos prejudiciais à nossa saúde física e mental, venho dizer que chegou nosso momento de sermos felizes.

Príncipe encantado é raro. Mas, você consegue encontrar. E vou te dar uma dica:

Ele pode estar numa noitada, no estilo “cafona”, com aquelas mercenárias com sede por champagne e ao ver você, larga tudo isso, tira a fantasia e se revela o príncipe dos sonhos.

Nem tudo está perdido.

Beijos

Lud Figueira

@ludfigueira

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Mundo Real


Essa semana rolou um branco. Qual próximo texto? Do que eu vou falar? Aí vem um milhão de idéias e logo desisto, encontro um defeito e vou deixando para o amanhã.

Aí eu saio atrás de inspiração, escuto histórias, freqüento grupos diferentes e volto para casa com uma sensação de fracasso e com a pergunta: Nada vai mudar? Vou ficar aqui sempre dizendo as mesmas coisas? Ninguém tem um romance de sucesso para me contar? De repente só Chico Buarque...

Gostaria de tentar explicar esse vazio que me invade a cada volta para casa de alguma comemoração, festa ou até mesmo de encontros... Sinto como se eu tivesse me tornado uma vidente pessimista das coisas: Não estou conseguindo acreditar em mais nada. Ás vezes acho que a qualquer momento vai entrar alguém dizendo: É pegadinha! Mas, não. É tudo bem real, é isso mesmo que estou vendo, é isso mesmo que estou ouvindo....

Confesso que depois do texto PAPO CUECA, fiquei mal. A quantidade de emails que recebi de homens dizendo que se encontrava em quase todos os exemplos foi triste. Mas um email, em particular, chamou minha atenção:

Olha, tenho vários tipos diferentes de amigos, os "Decentes", os "Canalhas", os "Sentimentais", os "Mulher da relação" (rs), os "Machões", etc..
Em conversa sobre mulheres na minha roda de amigos, a maioria dos exemplos que você deu (se não todos) ocorrem com freqüência no nosso bate-papo, é impressionante como nós, homens realmente vemos as mulheres apenas como objeto sexual.. Eu tava refletindo sobre isso e me fiz a seguinte pergunta: Em qual desses "rótulos" eu me encaixo? Pois é, achar a resposta foi difícil pra mim, mas acho que na verdade é: "Todos!!!"..
Sim, eu costumo ser um namorado decente (namorei 7 anos com uma menina e me comportei até bem para os "padrões normais masculinos", rsrs), já fui canalha, sou sentimental, machão às vezes e "mulher da relação" (no sentido de ligar, perturbar, fazer charminho pras nossas cônjuges, não no sentido sexual da palavra, rs) mas eu acho particularmente muito errado um homem estereotipar todas as mulheres num mesmo grupo, tipo aqueles que tratam tanto as "dadivosas" quanto as "pra casar" do mesmo jeito, e perdem a chance de talvez conhecerem uma garota legal, etc..
Eu acho complicado tratar as mulheres por igual, uma vez que dificilmente encontro uma igual a outra, não existe essa praticidade, então, acho bem mais fácil pra mim, tratar uma mulher "recatada" como uma do tipo "pra casar" e outra "dadivosa" (rs) como "sexo sexo sexo", rsrs
Mas não costumo ser rude com elas... Acho que todas recebem o mesmo tipo de comportamento básico de minha pessoa, o que diferencia mesmo acho que é na hora de pensar em sexo, na investida, no romance
..”


Exatamente assim que as coisas ocorrem. Nos emails que recebi, esse foi o que melhor definiu o real pensamento masculino. Queria que fosse diferente, queria deixar com vocês alguma esperança de mudança, mas não tenho nenhuma palavra legal hoje para deixar de consolo.

Mas, acredito que nada como o tempo, para fazer TODOS pensarem de uma maneira diferente.

Beijos

Lud Figueira

@ludfigueira

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Meninos e Meninas


Exemplo1:

“O Playstation (2,3,4 sei lá quantos existem) está movimentando quatro amigos na sala, cada um com a sua cerveja e a namorada de um dos jogadores está ao telefone:

-Na boa, ele não sai dessa merda! Hoje a gente tinha combinado de assistir um filme, eu chego aqui ele fala que tinha esquecido de me avisar sobre o campeonato de vídeo game?!

-Relaxa amiga, qualquer coisa vem para cá! A Fê está chegando aqui em casa e a gente vai dar um pulinho no shopping.

-Ok. Vou falar com ele e te ligo.

Tempos depois....

- A Gabi é foda. Fica reclamando do meu jogo e fica fazendo esses programas de índio, dela com as amigas!

-Pô, meu irmão, nem me fala! Nunca mais vou ao shopping com a Nanda....Desespero Brother...

Exemplo 2:

-Poxa Dudu, você vai jogar bola outra vez? Mas agora você joga quantas vezes por semana? Você não vai me ver hoje?

-Linda, eu combinei com a galera. Hoje é um treino para o jogo final no domingo.

-Domingo? Mas têm o almoço de aniversário do meu pai!Que horas você vai acabar essa merda de jogo? Eu não acredito Dudu! Você prometeu!

-Amanda, eu sei do almoço do seu pai, vou depois do jogo. Na boa, quando eu voltar do jogo eu te ligo.

-Eduardo eu ainda não acabei....

-Amanda depois. Beijos

-Não precisa me ligar!

-Beijos Amanda.

-----------------------

Exemplo3:

-Lindo, hoje vamos no niver da Ju.

- Pô linda, nem vai dar. Amanhã eu acordo cedo, tenho um projeto para entregar.

-Mas vc prometeu amor. Você nunca vai nessas comemorações! Daqui a pouco vão pensar que você é um namorado fantasma.

-Linda, para mim não dá. Alivia ai.

-Poxa! Eu sempre vou às comemorações dos seus amigos custa você fazer esse favor de me acompanhar!

-Ta bom! Mas amanhã não reclama se eu não quiser fazer nada.

---------------------------

Exemplo 4:

-Nem acredito que o Otávio não reclamou do meu chopp com vcs!

-Amiga, na boa, esse seu namorado é um mala! Ele deixou vc vir mas liga a cada 10 minutos!

-Ah! Mas é que ele fica preocupado!

-Não amiga! Ele é muito ciumento...Cuidado! Isso é atitude de quem trai....

-Jura? Será?

-Sei lá...mas fica de olho....

-Vou ficar ligada....

----------------

Exemplo 5

-Eu não sei como você deixa seu namorado ficar saindo com esses amigos dele... Nenhum presta!

-Dani na boa, eu namoro ele porque eu confio nele. O que os amigos dele fazem ou deixam de fazer realmente não me interessa!

-Vai nessa...Você confia demais...

-Mas se eu não confiar para que eu iria namorar? Dani, você para começar uma relação, você precisa confiar e não prender a pessoa...

-Eu era assim ...Até que aquele cafajeste do meu ex me colocou um lindo par de chifres! Não confio em mais ninguém!

-Dani, você não pode generalizar!

Confusões e alegrias do mundo dos casais....

Dicas:

1- Cuidado com intrigas...

2- Felicidade alheia incomoda muita gente...

3- Resolva suas dúvidas com seu namorado (a) e não com amigos...

4- Cada um tem um tipo de lazer...

5- Entender o outro é fundamental, antes de criticar...

6- Tanto solteiro ou casado, têm lá suas vantagens e desvantagens...

7- Briguinhas desnecessárias saturam qualquer relação

8- Você com certeza têm problemas mais importantes do que o futebol do seu namorado

9- Quem ama, não prende ! E ninguém possui ninguém...

10- Ame mais e sofra menos

Beijos

Lud Figueira

@ludfigueira