segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Apenas vivendo...

"Assim que eu ela deu um basta naqueles dramas mexicanos que assombravam a vida, um novo capitulo iniciou-se.
Não tinha ideia do que viria pela frente e não se desesperar e não se preocupar, tornou tudo mais fácil. Continuou a fazer as coisas que gostava e que lhe dava prazer, não compactuou com joguinhos e sorrisos amarelos e percebeu que sua sinceridade estava no auge.
Pensando menos e agindo mais, uma porta cheia de possibilidades surgiu em seu caminho colorido.
Deparou-se com o fator escolha e pela primeira vez não se precipitou e deixou o tempo e as próximas ações revelarem o melhor caminho a trilhar.
Assim, de uma maneira leve e claro, com muito bom humor, segue colecionando momentos, sensações, sentimentos que a surpreendem de uma maneira irresistível".

Sem esperas,

Lud Figueira

Um comentário:

Natália Fontoura disse...

Ótimo texto Lud. Palavras bem escolhidas e muito bem encaixadas. Um retrato fiel de como se deve agir depois de uma decisão importante que muitas vezes põe fim a uma angústia desnecessária. Esse tipo de atitude muitas vezes define uma pessoa. Mostra o quanto ela pode ser comprometida com os própios sentimentos.

Muito bom Lud