quinta-feira, 3 de março de 2011

Namorados


Eu disse: “Quer namorar comigo?”

Ele disse: “Quero!”

Foi assim. Ainda disse que ele teria que fazer o pedido, seguido de uma garrafa de mate com limão. Mas, depois de um tempo, achei que não precisava mais. Até porque o melhor da vida é quando somos surpreendidos, quando nossos planos tomam rumos inesperados e encontramos uma felicidade extrema. Com pedido dele ou não, considero-o meu namorado.

Apaixonei-me por cada pedacinho dele. Era completamente louco me imaginar sentindo saudade após se despedir do outro, querer está perto sempre, pensar, desejar... Hoje, acho absolutamente normal sentir todos esses sintomas do amor. Claro que o mais fascinante disso tudo, é saber que o outro se encontra na mesma sintonia...

Diversão é garantida. Verdade. Não tem um minuto que não damos boas risadas, beijos intermináveis e implicamos de brincadeira com o outro. Falamos do futuro, fazemos planos de “mentirinha” e alguns que podem, quem sabe, se tornarem reais.

Até os momentos ‘bads’, são permitidos beijos horríveis.

Comemos besteiras, vamos ao cinema e andamos sempre de mãos dadas. Freqüentamos um a galera do outro e aos poucos, apresentamos um ou outro membro da família. Fazemos declarações melosas ao longo do dia e 'seguramos' um pouco a onda em público. (casais melosos demais atraem inveja ou irritação dos demais).

O ‘eu te amo’ entrou definitivamente em nossas vidas, deixando o ‘eu te adoro’ pequeno demais. Ás vezes bate um medo sem nexo, mas é normal quando sentimos algo tão especial, tão único por alguém. Sentimento tão incrível esse chamado amor!


Conversas sobre o bichinho da discórdia chamado ciúme foi tema de algumas verbalizações. Mas depois de um olho no olho e um: "Eu estou e confio em você", espantou qualquer bad presente e futura. Foi a segurança que ele me passou que me fez esquecer que ele poderia ser vítima por aí (mas as vezes surge umas 'garras' em mim...).


Namorar é como uma divisão de gêneros de filmes: Tem romance, drama, ficção, comédia e alguns momentos de terror. Tudo em um pacote só! Emoção não falta.


Namorar é uma delícia!

Beijos

@ludfigueira

Um comentário:

betto disse...

"Era completamente louco me imaginar sentindo saudade após se despedir do outro, querer está perto sempre, pensar, desejar"...
Comentar o que após essa frase, Você disse tudo... Isso é AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOR...