quarta-feira, 13 de abril de 2011

Em busca da REALIDADE.


Ás vezes as coisas ficam embaralhadas. A sua cabeça parece que vai dar um nó. Bate um desespero, uma depressão e, você, acuada, fica sem saber o que fazer, para onde ir.

Seus medos, receios e inseguranças tomam conta de tudo e você, sem forças se entrega ao lado negro da força. Sua companhia não é bem quista, seu relacionamento desanda e seu baixo-astral contamina todos ao seu redor. Que pessoa é essa que você se tornou? Onde foi que você perdeu as forças de lutar para ser uma pessoa melhor? Que tipo de pessoa você quer ser? Perdeu não só o amor próprio como também o respeito por si mesmo.

Nesse momento, você começa a colecionar perdas e vazios cada vez maiores. Precisa levantar e sair dessa. Sabemos que algumas pessoas nos podem ajudar, mas para sair desse estado de inércia e pessimismo total só você, com sua força, com suas próprias pernas poderá fazê-lo.

As coisas não são fáceis. Mas posso garantir que quando conseguimos atingir nosso objetivo há tanto almejado, quando conseguimos vencer obstáculos, quando conseguimos fazer algo produtivo e do bem, a sensação é tão boa! Uma luz cheia de energia e amor nos envolve e tudo aquilo que estava escuro, começa a clarear, tomar formas e as soluções que não se enxergavam agora se mostram para você.

Vou dizer que tudo que vem fácil, vai embora fácil. Isso também tem a ver com os relacionamentos. Uma relação estagnada, não dá frutos. Ou seja, não tem amanhã. A conquista é um trabalho diário que requer paciência e calma, pois somos diferentes um dos outros. Nem sempre o sol que você está vendo o outro consegue ver, ás vezes o outro está num dia nublado, com pancadas de chuva. Aí, nesse caso, muitas vezes o silêncio vale ouro. Basta demonstrar seu companheirismo e já é o suficiente.

Nossa geração é muito mal acostumada. Temos tudo de um jeito muito fácil e não damos o valor que merece. Nossos avós, nossos pais, lutaram e lutam desde cedo, muitas vezes para oferecer uma mordomia ou facilidade que não damos atenção. E com isso, nos tornamos um ser humano fraco, sem objetivos. O pior de tudo, não aprendemos a amar.

Levamos na maioria das vezes frustrações para nossos parceiros e por uma insatisfação interior contaminamos uma relação que ao invés de construirmos, começamos a destruir.

O passado serve de lição para a vida toda. Para seu presente e para seu futuro. Já passou da hora de crescermos e nos tornarmos um ser humano digno e verdadeiro.

Mas, sempre é tempo de recomeçar e fazer sua vida algo que valha a pena.

O mesmo vale para seu relacionamento. Cuide do outro como você gostaria de ser cuidado. Não faça com o outro o que você não gostaria que fizesse com você. Saiba separar as coisas, pois assim saberá solucionar um problema de cada vez e não tornar tudo um grande drama.

Vamos crescer!?

Beijos

@ludfigueira

3 comentários:

betto disse...

Só quem possui uma espiritualidade avançada consegue entender suas palavras e sentimentos. E hoje em dia a espiritualidade virou coisa de "manés e babacas". É uma pena, pois a depressão é uma das consequências da falta de algo além do próprio corpo. O amor é a união de corpo e alma, sem alma seus medos, receios e inseguranças tomam conta de tudo.

Márcio disse...

Juro! Mais uma vez, nunca foi tão útil parar tudo o que tô fazendo pra me sentir melhor lendo seus textos. Veio na hora certa, acredite. Sei que não foi posto apenas pra mim, mas tenho que elogiar e agradecer como se fosse. MUITO bom, mesmo!
Beijo de não mais um admirador, mas de um fã... Boa noite!

Anônimo disse...

Vamos crescer!! Temos que ser mais racionais!!! bjossss