sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Para Construir é difícil, para Destruir é rápido.

É muito complicado quando seu relacionamento é surpreendido por um vulcão ou até mesmo um Tsunami. O estrago é rápido e imediato. E para reconstruir tudo de volta leva tempo, um bom tempo.

Existem uns que conseguem reconstruir a vida mais depressa: Vê que é melhor entender o porquê que o outro agiu assim, falou daquele jeito, do que ficar remoendo o que aconteceu. Outros demoram um pouco mais para se levantar: Tomam atitudes precipitadas e se arrependem; colocando sua vida mergulhada num mar de sofrimento e dúvidas: E SE EU....

Uma vez que você deu um passo importante na sua vida que, inclusive, quando se envolve outra pessoa, você pára e pensa: “Tenho uma vida junto com o outro. Brigamos, discutimos e estamos chateados um com o outro. Mas, o outro lado é tão bom... Vale à pena perder isso? Aborrecimentos acontecem a toda hora, momentos bons e ruins, dias alegres e tristes e maus-humores são, na maioria das vezes, inevitáveis. O que realmente vale?

Aquele acordar abraçado com o outro, olhar de manhã e dizer: --Nossa! Eu o (a) amo! Voltar para casa depois de um dia de trabalho, metrô lotado, e dar de cara com ele (a) e ganhar um abraço e um colo onde você sabe que ali, você está segura (o), não há nada melhor.

Brigar com o outro ninguém gosta. Mas, viver junto é difícil. Acho que quando passamos do namoro para o “casar”, a convivência ganha um peso a mais, as coisas ganham um peso a mais, a vida ganha um peso a mais, até você, ganha um peso a mais. Tudo ganha uma proporção gigantesca, e é nesse seu jeito de olhar para a situação que você joga tudo para o alto e se ferra.

Já ouviram falar que de 'cabeça quente' não se resolve nada?
Já ouviram falar que pessoas impulsivas e desesperadas sofrem mais por causa serem assim?
A Minha, a sua, a dele, a dela, cabeça muitas vezes é uma péssima conselheira. O que vale é deixá-la um tempinho de molho e depois analisar tudo com calma. Acredito que seja devido a isso, que as pessoas joguem suas vidas a dois para o alto e se tornam pessoas cada vez mais intolerantes e radicais. É preciso de muito jogo de cintura.

A imaturidade na relação é uma M. Mas, a busca por mudar isso é super válida. Ninguém aprende como 'viver junto' da noite para o dia. O caminho da convivência diária é bastante árduo. Tem que querer muito, suar muito, amar muito, está disposto a mudanças e novos aprendizados, saber que todas as suas decisões podem respingar no outro, saber que a paciência se esgota, mas também se renova; que um dia você vai acordar e o outro vai estar naqueles dias e você vai querer mandar o outro para o 'raio que o parta' junto com o mau humor mas, nada fará, pois você sabe que não é com você e que o melhor é o silêncio nessas horas, Vão ter dias que você vai explodir e o outro não vai reagir bem e a confusão vai estar armada, momentos que você vai pedir desculpas e o outro não vai querer aceitar, que alguma noite pode ser que o 'circo pegue fogo' e o tempo será o melhor remédio, Haverão dias em que você vai querer discutir a relação e vai se arrepender do que falou, tudo sempre vai acontecer.

Você está preparado?
A lua de mel só resiste se enfrentarmos juntos todos os momentos.
Perdoe-se e Perdoe.
O amor de verdade não aparece sempre.

Beijos
@ludfigueira

Nenhum comentário: