terça-feira, 27 de maio de 2014

A difícil arte de fazer escolhas

Você teve a oportunidade de conhecer o amor. A intimidade do dia a dia. Os problemas. As brigas. O que é uma família. Mas, escolhas foram feitas e cada coração foi para um lado, a procura da felicidade.

Viver é isso. É ter que fazer escolhas. Nem sempre são certas, mas isso é a arte de viver e aprender.
Não é fácil acabar um relacionamento, seja ele de namoro ou de casamento. Os pesos são diferentes mas, terminar é sempre triste, trágico, sofrido. Aquela pessoa não vai desaparecer, ela vai continuar ocupando um lugar no seu coração quer queira quer não. Por mais que você sinta sentimentos confusos como raiva, mágoa, carinho e amor... Até você colocar sua cabeça e seu coração no lugar, sua vida se torna uma grande confusão. É a hora de recolher os cacos e voltar a vida.

Dormir mal, chorar, não comer, sentir um desespero avassalador é sintomas normais de um término. A gente passa um tempo vagando no limbo, sem entender o que aconteceu com a nossa vida, onde foi que erramos, perguntas que nos ferem e não conseguimos chegar a nenhuma conclusão. Tudo isso faz parte. Recomeçar é difícil. É sofrido.

Reorganizar a casa do coração leva tempo. Só com o passar do tempo que você vai saber se tomou a decisão certa. E, mesmo assim, ainda pode vir a nunca saber. Se caso perceba que não tomou o caminho certo e seja tarde demais, respeite sempre o outro. Porque para o outro também foi duro, nunca esqueça disso.

Perceber que você abriu a porta de saída para o amor da sua vida não é fácil. Planos, sentimentos, tudo acabado. Como recomeçar sem coração? Como voltar a vida?

Ai você começa a beijar bocas, usar corpos e a chorar no seu travesseiro todas as noites. Se sente tão sozinha que ninguém consegue entender ou ajudar. Nem você sabe como se ajudar, se sente perdida. Como se encontrar?

Caro leitor, essa receita de "voltar a vida" eu não tenho. Na verdade, acho que só o tempo para aliviar a dor de um coração partido, só o tempo para lhe mostrar novas alegrias, novas sensações. Só o tempo para reconstruir sua identidade perdida, só o tempo para lhe dar um novo rumo.

Tenha certeza de uma coisa: Viemos para essa vida para sermos felizes. Todos merecem encontrar seu pedacinho de felicidade nessa selva. Se você ainda não encontrou, não desista! Uma hora dessas você encontra. É preciso regar a plantinha da esperança, para nunca morrer!

Gostaria de deixar meu apelo para as pessoas não se fecharem para o amor. É um combustível para a vida. Sei que muito trabalho, pouco tempo, relações superficiais e encontros frustrados nos fazem desistir e a nos fechar cada vez mais. Porém, é nesse momento que podemos perder uma grande oportunidade de conhecer alguém legal, diferente. Pense nisso.

Que recomeçar não seja um caminho tão amargo. Que o outro não cultive por você sentimentos negativos e que um dia, vocês possam ser, porque não, amigos. Que o sol volte a brilhar em sua alma e que seu sorriso nunca se apague. Que aprendamos com os erros e com os momentos difíceis. Que as mentiras não nos invadam mais. Que a verdade sempre permaneça por mais dura que ela seja. Que sempre que precisarmos daquele "colo" ou "abraço" tenhamos sempre um grande amigo por perto. Que nunca deixemos de querer mais da vida. Que nunca paremos de lutar pelo amor de nossas vidas.

Que o amor nunca nos deixe.

Beijos

@ludfigueira







Nenhum comentário: