sexta-feira, 30 de maio de 2014

Ele não sai da sua cabeça

Calma, já sei o que aconteceu... Bebeu demais, não está acostumada e fez o que não devia fazer: 
Ligou para o gato sumido na madruga....

Atire a primeira pedra quem nunca fez isso. Tudo tem a sua primeira vez.

Vai um texto para você se inspirar..

"Fico me perguntando o porque você foi embora. Está tão difícil fingir que esta tudo bem. Fingir que não estou com saudades, fingir que não me importo... Já pensei em tantas coisas desde que você se foi... Seu coração ganhou uma dona? É um mês de retiro espiritual? Ou simplesmente sumir faz parte do jogo? Não tem como não lembrar de você... Como pude deixar isso acontecer outra vez?! Acho que não aproveitei quando estive por cima. Quando minhas ligações eram atendidas, quando lhe via online, quando te encontrar era um raro prazer. Posso dizer que o último momento aproveitei. Lhe tive por horas incalculáveis. Conversei com seus olhos e contei tudo a sua alma. Seu cheiro, mesmo após banhos, ainda permaneceu em minha pele, meu fechar de olhos me trazia seu rosto. Que complicado isso. Suas habilidosas mãos me levaram a lugares jamais conhecidos, seu corpo cheio de vida, histórias me levaram ao limite e além. Quebrei regras, códigos e não obedeci nada nem a ninguém. Fui lá, coloquei o dedo na tomada e levei um baita choque. Está pesado. Mil coisas acontecem, mas, meu coração encontra tempo para me lembrar de não esquecer você. Macumba séria que você andou fazendo...A falta de palavras me enlouquece mais que a falta de notícias. A sua ausência me intriga e sua indiferença me aprisiona. Não há para onde ir sem levar comigo sua presença não grata. Em determinado momento soltei um grito forte e me rendi ao mais novo amigo: álcool. Ele me fez flutuar, me deixou sem armadura e me levou a cometer um erro clássico: Discar um telefone morto. Tornar possível um ímpeto de coragem aos 42 minutos do segundo tempo. Mas, segundos depois minha consciência me castigou duramente. Mas já estava feito. E, a queda foi inevitável. Garçom, me traz mais um. Agora preciso continuar para esquecer, tentar me lembrar de não mais recair assim. Porque você foi embora. E, em terras morenas e compridas você nunca mais pisará. Aproveitarei esse gancho de estar longe de você para não me esquecer como é ruim ceder aos encantos de um Dom Juan. Foi apenas hoje, por hoje que vou me lembrar de nunca mais lembrar de você... Só por hoje..."

Caro leitor, Não se culpe. Todos já cometeram esse tipo de erro clássico.
Conselho: Ao beber, fique longe do seu celular!

Beijos,
@ludfigueira

Nenhum comentário: